Política

Eduardo Bolsonaro: ‘Se a esquerda radicalizar, a resposta pode ser novo AI-5’; assista

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) diz que o governo pode responder com um novo AI-5 ao que chamou de “radicalização da esquerda“. A afirmação foi feita à jornalista Leda Nagle, em entrevista publicada nesta quinta-feira (31) no canal dela no Youtube

Filho de Bolsonaro fez mais uma declaração polêmica (Foto: Reprodução Youtube)

“Tudo é culpa do Bolsonaro, percebeu? Fogo na Amazônia, que sempre ocorre — eu já morei lá em Rondônia, sei como é que é, sempre ocorre nessa estação — culpa do Bolsonaro. Óleo no Nordeste, culpa do Bolsonaro. Daqui a pouco vai passar esse óleo, tudo vai ficar limpo e aí vai vir uma outra coisa, qualquer coisa —culpa do Bolsonaro”, disse. 

“Se a esquerda radicalizar esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta. E uma resposta pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada”, disse o filho do presidente Jair Bolsonaro. 

Assinado pelo então presidente Arthur da Costa e Silva em 13 de dezembro de 1968, o Ato Institucional nº 5 marcou a fase mais rígida da ditadura militar no Brasil (1964-1984). Paralelamente à promulgação do ato, o mandatário fechou o Congresso Nacional, as assembleias legislativas e câmaras municipais.

O decreto conferia ao presidente poderes como cassação de mandatos nas três esferas de poder, suspensão de direitos políticos dos cidadãos (demitir e aposentar funcionários públicos, por exemplo), decretar estado de sítio sem restrições ao país, e legislar por decreto. No âmbito das garantias civis, o AI-5 derrubou o direito a habeas corpus (liberdade provisória garantida ao cidadão enquanto responde a processo) concedido a acusados de crimes contra a segurança nacional. Eles também passaram a ser julgados por tribunais militares, sem possibilidade de recorrer. (Fonte: Estado de Minas).

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas