Política

Após insulto a repórter, ‘impeachment de Bolsonaro’ é um dos assuntos mais comentados do Twitter

Após o presidente Jair Bolsonaro insultar a repórter da Folha de S.Paulo Patrícia Campos de Mello com uma insinuação sexual, a hashtag ‘impeachment de Bolsonaro’ voltou a ocupar os Trending Topics do Twitter na manhã desta quarta-feira.

O presidente Jair Bolsonaro conversa com imprensa na saída do Palácio do Planalto, nessa terça-feira (foto: Marcos Corrêa/PR Brasilia – DF).

Internautas reagiram com memes à fala do chefe do Executivo nessa terça-feira. As críticas ao presidente começaram logo após ele comentar com simpatizantes que o aguardavam na saída do Palácio do Planalto o trabalho da jornalista, autora de matéria que denunciou o disparo de mensagens de celular ilegais durante a campanha presidencial. “Ela queria um furo. Ela queria dar um furo a qualquer preço contra mim”, disse rindo e arrancando gargalhadas de alguns dos presentes.

Bolsonaro e a repórter agredida, da Folha de S.Paulo Patrícia Campos de Mello

Na semana passada, Hans River ofendeu a jornalista ao dizer que ela havia se insinuado para ele em troca de informações a respeito do uso de disparos de mensagens via WhatsApp na campanha eleitoral. As declarações foram contestadas com materiais divulgados pela Folha em formato de mensagens de texto e áudios. No entanto, Bolsonaro reforçou a versão de Hans River.

Após o comentário desrespeitoso de Bolsonaro, o jornal Folha de S. Paulo emitiu nota afirmando que o presidente da República “agrediu” a profissional e todo o jornalismo e “vilipendiou a dignidade, a honra e o decoro que a lei exige do exercício da Presidência”.

Por sua vez, Patrícia Campos Mello postou no seu perfil oficial do Twitter prints de conversas que ela teria tido com Hans River e que revelam uma investida por parte dele para tentar sair com a repórter do jornal paulista.

Horas depois do comentário, após reunião ministerial, Bolsonaro questionou se, entre os jornalistas presentes, havia algum da Folha. Então, disse, irritado: “Eu agredi sexualmente uma repórter hoje? Parabéns à mídia aí. Valeu, hein? Eu cometi violência sexual contra a repórter hoje?”. (Com Correio Braziliense) 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas