Meio Ambiente

Ararinhas Azuis já começam a atrair investimentos para Curaçá

A chegada das Ararinhas Azuis em Curaçá, prevista para o próximo dia 3, tem mais importância do que se imagina, já que as ações de sustentabilidade tem forte impacto em países ricos e podem gerar apoios financeiros importantes para a região, principalmente para Curaçá, que recebe as aves com a missão de reintroduzi-las na natureza.

A chegada das Ararinhas Azuis em Curaçá será dia 3 (Foto: Projeto Ararinhas na Natureza)

Informações que acabam de chegar ao redeGN dão conta que o Governo do Catar, através da sua autoridade cultural, estaria anunciando que irá bancar o material escolar de toda rede escolar do município de Curaçá, em função do esforço do município numa causa que é considerada nobre pelo País. O Catar tem participado do esforço mundial para reintroduzir a Ararinha no seu hábitat natural.

Em 2018, quando o então ministro do meio ambiente Edson Duarte assinava na Alemanha o acordo de cooperação para os investimentos e retorno das Ararinhas, já dizia que este movimento levaria Curaçá e região a receber os olhares e atenção do mundo, resultando em benefícios sociais. “Nunca tive dúvidas que esse esforça conquistaria a simpatia do mundo e poderia gerar muitos dividendos sociais para a região. Além da educação, investimentos em produção sustentável, recuperação de áreas degradadas, investimentos sociais e culturais devem acontecer em função do projeto Ararinha Azul“, confirmou Edson Duarte.

O prefeito de Curaçá, Pedro Oliveira, está muito otimista quanto aos resultados desse esforço para reintrodução da ararinha no sertão de Curaçá: “Recebemos com muita alegria essa informação, esperamos que ela se concretize e que muitos outros investimentos em ações de sustentabilidade cheguem à região em virtude desse projeto. O mundo nos enxerga, estamos na vanguarda da causa ambiental e vamos buscar mais parceiros, investimentos e benefícios sociais para nossa gente”, disse.

No próximo dia 3, como já anunciado pelo redeGN, 52 Ararinhas Azuis desembarcam no Aeroporto de Petrolina e seguem para os viveiros instalados em Curaçá. O Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, já confirmou presença e boatos em Brasília dão conta que o próprio presidente Jair Bolsonaro estaria avaliando possibilidade de se fazer presente. A vinda de Bolsonaro não foi confirmada ainda. (Fonte: redeGN).

To Top
%d blogueiros gostam disto: