Mundo

EUA: Protestos avançam contra governo e policial que matou homem afro; mundo fica chocado

O policial Derek Chauvin, de Minneapolis, que matou George Floyd, um homem afro-americano, em uma abordagem, foi acusado nesta sexta-feira (29) de homicídio de terceiro grau, informaram os procuradores.

Momento em que o policial Derek Chauvin matou George Floyd, um homem afro-americano, em uma abordagem; depois, os protestos eclodiram nas ruas (Foto montagem/ Veja/Abril).

“O ex-policial de Minneapolis, Derek Chauvin, foi acusado pela procuradoria do condado de Hennepin por assassinato e homicídio culposo”, disse o procurador do condado, Mike Freeman, a jornalistas, especificando que a acusação foi de assassinato em terceiro grau.

O afro George Floyd e o policial assassino (Foto: AFP/ IstoÉ)

Freeman disse que “antecipa” que também possam ser apresentadas acusações adicionais contra os outros três policiais suspeitos de envolvimento na morte de Floyd, mas se recusou a abordar essas possíveis medidas.

Policial é preso

A senadora do Partido Democrata dos Estados Unidos Amy Klobuchar confirmou a prisão do policial Derek Chauvin, que assassinou George Floyd, em Minnesota, e disse que ele está sob custódia do Bureau of Criminal Apprehension. Segundo a senadora, a prisão do policial é “um primeiro passo para a justiça”.

O policial Derek Chauvin, que assassinou George Floyd, em Minnesota, já está preso (AFP)

Os outros três policiais envolvidos na operação, porém, não foram incluídos na ordem de prisão.

Na última segunda-feira, 25, Floyd, um homem negro de 46 anos, foi parado pelo grupo de autoridades ao sair de uma loja de conveniência. Depois que tinha sido algemado e deitado no chão, Chauvin se ajoelhou sobre seu pescoço. A vítima avisou que não estava conseguindo respirar, enquanto os colegas do assassino apenas observaram. Ele foi declarado morto na ambulância.

Após morte homem afro, protestos avançaram pelo país (Foto: A Critica)

A cidade de Mineápolis, no Minnesota, onde Floyd foi assassinado teve sua terceira noite de protestos contra a violência policial sobre a população negra. A revolta é tamanha que lojas foram saqueadas e prédios e carros queimados – como a delegacia e viaturas da polícia. (Fonte: AFP).

To Top
%d blogueiros gostam disto: