Política

Lula já enganou Ciro Gomes duas vezes, mas em política há sempre possibilidade de acordo

O encontro entre o ex-presidente Lula da Silva e o eterno candidato Ciro Gomes, há quase dois meses, continua motivando discussões sobre a sucessão de 2022. A conversa foi articulada pelo governador petista Camilo Santana, que é aliado a Gomes na política do Ceará, e o objetivo seria uma composição no segundo turno da eleição para a Prefeitura de Fortaleza.

Ciro Gomes tenta construir um caminho sem atrelamento ao PT e a Lula

Como Lula e Ciro estavam rompidos desde a campanha presidencial de 2018, o encontro entre os dois provocou comentários de todo tipo, incluindo um esforço conjunto para evitar a reeleição de Bolsonaro.

OS ANTECEDENTES – Acontece que os antecedentes são negativos, pois Lula já enganou Ciro duas vezes.  Na primeira oportunidade, propôs que o ex-governador cearense mudasse seu domicílio eleitoral para São Paulo, para se candidatar a governador com apoio do PT e quebrar a hegemonia dos tucanos, para depois ser candidato a presidente, coligado ao PT.

Ciro acreditou, pensou que se tornaria herdeiro do espólio político de Lula e isso atrapalhou e atrasou muito sua carreira política.

Na sucessão de 2018, quando Ciro Gomes voltou a ter chance de chegar ao segundo turno, desta vez concorrendo pelo PDT, Lula se reaproximou dele, demorou muito a escolher o candidato do PT e ficou dando esperanças ao político cearense. Na expectativa de receber apoio, Ciro elogiava Lula e o PT, acabou perdendo muitos votos com essa postura.

NOVA APROXIMAÇÃO – Agora, mais uma vez os dois se reaproximam, por iniciativa do PT (leia-se: Lula). Ciro aceitou a conversa, mas está ressabiado. Não é muito difícil acreditar em nova manobra de Lula, que continua sonhando em ser candidato, caso o Supremo declare que o então juiz Sérgio Moro agiu com parcialidade e as condenações sejam consequentemente anuladas.

Será muito difícil o Supremo aceitar esse recurso, porque as condenações foram confirmadas em instâncias superiores e houve até agravamento. Mas quem pode confiar no Supremo?

Com o PT patinando nos grandes centros, Lula voltou a procurar Ciro Gomes

Faltando apenas dois anos para a eleição, temos apenas dois candidatos em campanha – Jair Bolsonaro, que só pensa na reeleição, e Ciro Gomes, que percorre o país dando palestras em universidades e instituições representativas de empresários e trabalhadores.

PT SEM CANDIDATO – O único candidato do PT continua sendo Lula. Como segundo nome do partido, o ex-prefeito Fernando Haddad não quer se candidatar à Presidência, prefere um mandato de deputado federal, não quer amargar a terceira derrota consecutiva.

A conjuntura dos astros favorece Ciro Gomes, pois dificilmente Lula conseguirá desemporcalhar sua ficha suja e recuperar os direitos políticos. Assim, Ciro é hoje uma alternativa eleitoral bastante viável, caso Sérgio Moro recuse a candidatura pelo partido Podemos.

Por enquanto, o favoritíssimo é Jair Bolsonaro, que está em campanha permanente e sabe fazer corpo a corpo com o povão. (Carlos Newton / Tribuna da Internet).

To Top
%d blogueiros gostam disto: