Entretenimento

Jovem Pan, Record, Guaíba e Correio do Povo demitem Rodrigo Constantino após fala sobre caso Mariana Ferrer

O comentarista Rodrigo Constantino foi desligado da Record nesta quinta-feira (5). Ele escrevia no site R7 e fazia comentários na Record News. Ainda hoje, a Rádio Guaíba e o Correio do Povo demitiram Constantino.

Bolsonanrista, Constantino seguiu dizendo que “existe mulher decente e piranha”

A decisão ocorreu após pressão social pela demissão de Constantino, após ele dizer que mulheres são culpadas por serem estupradas. Ontem, a rádio Jovem Pan demitiu Constantino.

Em nota, a Record disse que “a decisão foi tomada em virtude das posições que o profissional assumiu publicamente sobre violência contra a mulher, em canais que não têm nenhuma vinculação com nossas plataformas. O jornalismo dos veículos do Grupo Record tem acompanhado com muita atenção o caso de Mariana Ferrer e o Grupo não poderia, neste momento, deixar qualquer dúvida de que justiça não se faz responsabilizando ou acusando aqueles que foram vítimas de um crime.”.

Saiba mais

O jornalista bolsonarista Rodrigo Constantino causou revolta nas redes sociais nesta quarta-feira (4) após culpar mulheres vítimas de violência sexual, ao comentar a respeito da jovem Mariana Ferrer, que acusa o empresário André de Camargo Aranha de estruprá-la em 2018.

“Não entrei na polêmica do ‘estupro culposo’ pois estava atento às eleições americanas. Mas vamos lá: se alguém ESCOLHE beber e ESCOLHE, bêbado, pegar um carro e dirigir, e mata alguém, é crime DOLOSO, certo? Então por que essa desculpa de que a mulher bêbada não é responsável?”, disse o bolsonarista, claramente culpando mulheres que são vítimas de violência sexual.

O bolsonanrista seguiu dizendo que “existe mulher decente e piranha” e que feministas são “mocreias ressentidas”. (Fonte: Brasil 247).

To Top
%d blogueiros gostam disto: