Política

Bruno Covas é reeleito prefeito de São Paulo, e Eduardo Paes vence no Rio de Janeiro

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito prefeito de São Paulo. Com 93,68% das urnas apuradas, o tucano tem 59,45% dos votos válidos e não pode ser ultrapassado por Guilherme Boulos (Psol). O resultado confirma as pesquisas eleitorais e frustra a expectativa da virada do concorrente da esquerda.

Bruno Covas (PSDB) foi reeleito prefeito de São Paulo neste domingo (29)

Covas administra a capital paulista desde abril de 2018. Ele foi eleito vice-prefeito da cidade em 2014 e, em 2018, virou o titular da prefeitura após João Doria (PSDB) abrir mão do cargo para disputar o governo paulista. Desde o ano passado, ele enfrentou problemas da saúde, como câncer, infecção intestinal e a Covid-19, mas não deixou os cargo e as superou.

O tucano é neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas. A carreira política começou em 1997, quando se filiou ao PSDB. Em 2003, assumiu a presidência estadual da Juventude do partido. Em 2004, foi candidato a vice-prefeito de Santos.

Dois anos depois, foi eleito deputado estadual. Em 2010, foi reeleito com a maior votação do estado. No ano seguinte, ele assumiu a Secretaria do Meio Ambiente do governo do Estado de São Paulo, cargo que ficou até 2014, ano em que é eleito deputado federal. Dois anos depois, ela deixa a Câmara para virar vice-prefeito de São Paulo.

Eduardo Paes (DEM) é eleito no Rio

O candidato do Democratas, Eduardo Paes, foi eleito prefeito da cidade do Rio de Janeiro. Com 87,96% das urnas apuradas, o ex-prefeito aparece com 64,41% dos votos.

O candidato do Democratas, Eduardo Paes, foi eleito prefeito da cidade do Rio de Janeiro

Paes derrotou o atual prefeito da cidade, Marcelo Crivella (Republicanos) — apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, que ficou com 35,59% dos votos, com 87,96% das urnas apuradas. Apesar de ser o novo prefeito, Paes não estreia no cargo. Com 51 anos, ele já foi prefeito do Rio de Janeiro de 2009 a 2017.

Com a mesma porcentagem de urnas apuradas, 4,98% foram em branco e 13,74% nulos. Em relação ao comparecimento, 64,34% do eleitorado votou, levando a uma abstenção de 35,66%. (Fonte: Correio Braziliense).

To Top
%d blogueiros gostam disto: