Nordeste

Ex-prefeito é assassinado com vários disparos em João Pessoa

O ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, 72 anos, foi encontrado morto, na manhã desta quarta-feira (9), no bairro de Manaíra, em João Pessoa. Segundo as primeiras informações, ele possivelmente foi vítima de execução após um homem, em uma moto, se aproximar, apontar uma arma de fogo e disparar diversas vezes contra ele.

Na imagem o ex-prefeito de Bayeux, Expedido Pereira

A Polícia Militar da Paraíba se encontra no perímetro protegendo o corpo até a chegada perícia, que será feita pela Polícia Civil. Uma unidade do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionada, porém, ele não resistiu e veio a óbito ainda no local.

Sobre
Expedito Pereira foi vice-prefeito de Bayeux (1989-1993) pelo PMDB e assumiu o mandato de prefeito em 1992 após a morte de Lourival Caetano, sendo eleito prefeito posteriormente por dois mandatos (1997-2000 – PRP; 2001-2002, PMDB). Ele também foi suplente na legislatura 2007-2011, assumindo o mandato de deputado estadual em março de 2009 na vaga de Iraê Lucena, nomeada secretária estadual de Ação Governamental.

Expedido Pereira, ex-prefeito de Bayeux, foi assassinado em João Pessoa (Foto: reprodução)

Delegada não descarta crime político

A delegada Vanderleia Gadi falou nesta quarta-feira (9) sobre as possíveis causas do assassinato do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, ocorrido nesta manhã, em João Pessoa. Ela destacou que ainda não é possível descartar possibilidades.

Delegada diz que assassinato de Expedido Pereira pode ter sido político ou passional

“É muito cedo para descartar qualquer coisa, pode ser tudo. Ele tinha envolvimento político, logicamente é o que primeiro a gente pensa, mas pode ser outras possibilidades”, relatou.

Vanderleia citou a possibilidade do político estar com alguma dificuldade financeira. Ele também costumava se relacionar com mulheres, o que pode apontar para um possível crime passional, salientou.

Mais cedo, a delegada relatou que Expedito recebeu uma ligação telefônica e minutos depois saiu de casa. O telefone dele e a carteira com documentos foram apreendidos nas mãos de terceiros, no local, possivelmente com pessoas que encontraram o corpo. (Fonte: Portal Wscom).

To Top
%d blogueiros gostam disto: