História

Sanfoneiro Zé Calixto morre no Rio de Janeiro aos 87 anos

O sanfoneiro paraibano José Calixto da Silva, de 87 anos, faleceu neste domingo (13), no Rio de Janeiro. Segundo informações de familiares à TV Paraíba, Zé Calixto, como era conhecido, sofria de Alzheimer há alguns anos e teria morrido por complicações em decorrência da doença.

Sanfoneiro paraibano morava no Rio de Janeiro / Foto: Reprodução/YouTube

Zé Calixto ficou conhecido por tocar o fole de oito baixos. Aos 12 anos, o músico já participava de shows de forró. Zé Calixto tocou ao lado de grandes nomes do forró, entre eles, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro.

Em 1960, gravou uma série de 4 discos ao acordeom pela gravadora Sinter com os forrós “Forró de Seu Dideu”, “Forró em Serra Branca”, “Forró em Campina Grande” e “Bodocongó”; a polca “Polquinha brejeira”; o frevo “Oito baixos no frevo”; o xote “Xote em fá” e o choro “Bossa-nova em oito baixos”, todas de sua autoria. Com sua sanfona de oito baixos, chamou tanto a atenção dos produtores cariocas, que logo foi contratado pela Phillips, passando a gravar um LP por ano.

Escute o LP “Forró Pra Toda Gente”:

Participou da coletânea “O fino da roça”, lançada pela gravadora Philips, em 1969, da qual participaram ainda, Jackson do Pandeiro, Zé Catraca, Messias Holanda, Zé Messias, Adélia Ramos e Elino Julião, liderados por Genival Lacerda, que substituiu Jackson do Pandeiro na excursão homônima, percorrendo todo o Nordeste, tocando com sucesso em clubes e praças, por ocasião dos festejos juninos.

O músico também se apresentou várias vezes no São João de Campina Grande. O velório deve acontecer nesta segunda-feira (14), no Rio de Janeiro. (Fonte: Diário do Nordeste).

To Top
%d blogueiros gostam disto: