Esporte

Morre de Covid-19 na Paraíba repórter que recentemente deu flashes para a Rádio Jacuípe

Morreu neste sábado o radialista paraibano Gláucio Lima, de 56 anos. Ele estava internado no Hospital Metropolitano,  e não resistiu às complicações provocadas pela Covid-19. Ele era repórter da Rádio Tabajara desde janeiro de 2000, e setorista do Botafogo-PB na mesma emissora desde 2002.
Gláucio era repórter setorista do Botafogo-PB da Rádio Tabajara (Foto: Stefano Wanderley)

Conhecido com o “Olho vivo” nas narrações da Rádio Tabajara, Gláucio Lima foi internado com Covid-19 em novembro. Ele deixa esposa, três filhos, netos, e vários amigos da imprensa, principalmente, da mídia esportiva.

Na época, o Botafogo-PB se manifestou sobre o radialista nas redes sociais. “Mais do que um profissional de qualidade reconhecida por nossa torcida, Gláucio Lima é um amigo do clube e um entusiasta do futebol paraibano. O Botafogo Futebol Clube deseja a mais rápida recuperação ao amigo Gláucio Lima, para que ele esteja muito em breve conosco, fazendo o que ele gosta de fazer, deixando os apaixonados pelo Belo muito bem informados, valorizando o futebol da nossa terra”, dizia o texto da postagem. (Fonte: Portal Wscom/PB).

Flash para a Jacuípe

A morte do repórter Gláucio Lima, da Rádio Tabajara, causou surpresa em Riachão do Jacuípe. É que recentemente, antes do confronto Jacuipense e Botafogo-PB, pela Série C do Campeonato Brasileiro, ele fez flashes para a Rádio Jacuípe, numa permuta de informações entre as duas emissoras.

“Falei com ele outro dia”, disse, surpreso, o repórter Valter Silva, da Jacuípe, quando soube da morte do colega. “Rapaz, tá difícil, essa pandemia tá matando muita gente”, acrescentou.  

To Top
%d blogueiros gostam disto: