Política

Pé de Serra: Misa Bandeira é eleito presidente da Câmara

Aconteceu nesta sexta-feira, dia 1 de janeiro de 2021, a posse do prefeito Edgar Miranda, do vice prefeito Antônio de Pedro e dos nove vereadores eleitos da cidade de Pé de Serra, no Território da Bacia do Jacuípe- Bahia.

Misa Bandeira foi eleito com os votos da situação

O dia foi marcado principalmente pela eleição do presidente da Câmara Municipal, com várias reviravoltas.

De início o grupo da situação apresentou chapa com as seguintes candidaturas: Gil de Santo Agostinho (presidente), Lio de Antonio de Pedro (vice), Edmilson de Mitonho (primeiro secretário) e Moacy do Licurí (segundo secretário).

A oposição apresentou chapa formada com Junior de Edilson para presidente, Misa Bandeira para vice, Paulo Magno primeiro secretário e Agenário Carneiro segundo secretário.

A eleição foi muita disputada nos bastidores

Ao perceber a derrota por ter minoria na Câmara os Vereadores da situação solicitaram a suspensão da seção para a formação de uma nova chapa, e foram em busca de Misa Bandeira para deixar a chapa opositora onde seria candidato a vice e vim concorrer à presidência.

Após muita conversa, e até discussões, foi anunciada que novas chapas foram formadas. A oposição concorreria com Junior de Edilson, Agenário Carneiro, Paulo Magno e Antonio de Alexandre. E a situação viria com Misa Bandeira, Moacir, Gil do Santo Agostinho e Edmilson de Mitonho.

Após uma tarde inteira de muitas conversas e articulações, a eleição ocorreu e a nova mesa diretora foi eleita e formada com a seguinte composição:  

Misa Bandeira – presidente

Agenário Carneiro – vice-presidente

Gil do Santo Agostinho -primeiro secretário

Antonio de Alexandre – segundo secretário.

Em seu primeiro discurso como presidente, Misa Bandeira fez questão de afirmar que segue no grupo da oposição, embora tenha sído eleito com o apoio dos vereadores da situação.

Misa foi eleito presidente da Câmara, depois de ser o segundo mais votado para vereador na eleição de novembro passado. Ele foi apoiado por Edvan do Serrote, que resolveu não concorrer.

To Top
%d blogueiros gostam disto: