Política

Serra Preta: Prefeito expõe em praça pública frota sucateada deixada pela gestão anterior

Na manhã deste sábado (09), a população do município de Serra Preta, no Território da Bacia do Jacuípe, foi surpreendida com vários veículos em péssimas condições de uso, rebocados até uma praça no centro do Distrito de Bravo, onde ficaram expostos.

Evento para exposição dos veículos sucateados reunião muita gente na praça do Bravo

A frota pertence a Prefeitura Municipal, incluindo automóveis, ambulâncias, carros de passeio, ônibus e máquinas. A “exposição” é para justificar a impossibilidade de atender a população nos serviços que dependem desses veículos.

Segundo informações, as baterias dos carros sumiram e as que ficaram não conferem com as originais. Os carros, apesar de alguns serem modelos novos, apresentam características de envelhecimento com escoriações provocadas por acidente, mau uso, e os pneus estourados e até com rodas de outras marcas (um indício de que os pneus foram trocados).

Sem ter ainda um levantamento preciso da situação calamitosa em que se encontra a estrutura administrativa do município de Serra Preta, o prefeito Franklin Leite (DEM) afirmou durante uma entrevista coletiva que encontrou as contas bancárias da prefeitura zeradas e com várias pendências deixadas pelo ex-prefeito Aldinho, como falta de pagamento aos profissionais de combate às endemias, contas de água e luz, que somadas ultrapassam os R$ 500 mil.

O prefeito Franklin Leite discursou durante o evento no Bravo

Em seu primeiro ato público após a posse, o atual gestor fez questão de citar os valores exorbitantes da dívida milionária que o município de Serra Preta tem com o INSS, que supera o montante de R$ 25 milhões.

Como se não bastasse todos esses problemas, antes de encerrar o mandato veio o pacote de maldades do ex-prefeito Aldinho, que negociou o parcelamento de R$ 9 milhões da dívida com o INSS, para que seja quitada pelo prefeito Franklin Leite.

O vice-prefeito Adeil Figueiredo também fez discurso indignado

Aldinho deixou pendente também pagamentos para seus ex-secretários de quase R$ 16 mil, e  dos Agentes Comunitários de Saúde incluindo salários, férias e outros benefícios.

Por Noroel Fernandez, enviado especial do site IB e Rádio Jacuipe

To Top
%d blogueiros gostam disto: