Esporte

São Paulo demite Fernando Diniz; Raí também deve sair

Sem vencer em 2021 e despencando da primeira para a quarta posição em janeiro, o São Paulo decidiu demitir o técnico Fernando Diniz e deve terminar a temporada com um treinador interino. As informações são da ESPN Brasil, apuração dos jornalistas Eduardo Affonso e André Plihal.

Após queda de produção, Fernando Diniz é demitido do São Paulo

De acordo com os repórteres, a decisão de encerrar o trabalho de 16 meses foi tomada após reunião logo na manhã desta segunda, dia seguinte à derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO. O anúncio oficial da demissão de Diniz deve sair na tarde de hoje, a partir das 15h.

A ideia de demitir Diniz já havia sido discutida pelo menos duas vezes nas últimas semanas. Na primeira delas, após goleada história sofrida para o Internacional no Morumbi, jogo que tirou o time tricolor da liderança, a direção de futebol decidiu dar “uma nova chance” ao treinador para tentar uma reação. Na semana passada, após empate contra o Coritiba, novamente no Morumbi, o presidente Júlio Casares também decidiu pela manutenção, esperando por uma vitória em Goiânia. 

Com a saída de Diniz, o São Paulo deve terminar o Campeonato Brasileiro nos cinco jogos restantes com um treinador interino: as opções são Orlando Ribeiro, do Sub-20, ou Marcos Vizolli, integrante da comissão técnica são-paulina e com histórico de sucesso nas categorias de base. 

No entanto, a preferência da nova direção são-paulina é por um treinador estrangeiro, o que só deve acontecer somente na próxima temporada, caso haja acerto financeiro com o novo profissional. 

Raí também deve cair

De acordo com o Lance!, Diniz não deve ser o único a sair do São Paulo: o diretor-executivo Raí também está de malas prontas para deixar o clube tricolor nas próximas horas. Com a chegada de Rui Costa como novo diretor de futebol, era certa a despedida de Raí no final do Campeonato Brasileiro. No entanto, essa saída deve ocorrer antes, principalmente pelos maus resultados da equipe no momento.

Raí também não deverá seguir no tricolor paulista

Pesou também a questão da pré-temporada. Sem um período de descanso entre o final do Brasileirão e o começo do Campeonato Paulista, o planejamento será feito no meio das disputas das partidas, o que pode atrapalhar na montagem do elenco e definições para a temporada.

O São Paulo só volta a campo no dia 10 de fevereiro, quando enfrenta o Ceará, no Morumbi, às 21h30, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O elenco ganhou folga nesta segunda e se reapresenta na terça-feira. (Fonte: Lante e Portal Terra).

To Top
%d blogueiros gostam disto: