Economia

Em 2020, Bradesco fechou 1.083 agências e demitiu 7.754 pessoas

O Bradesco, rede de bancos com atuação em todo o território nacional, divulgou o balanço das operações referentes ao último trimestre de 2020. Os dados consolidados expressam o encerramento das atividades de 1.083 agências em todo o Brasil. Somente nos três últimos meses do ano passado, 400 unidades físicas do banco foram fechadas. Ao todo, 7.754 pessoas foram demitidas.

Bradesco implementa política de redução de custos e fecha 1.083 agências em 2020

Com os cortes, o Bradesco iniciou 2021 com um quadro de funcionários que soma 89.575 pessoas operando. Número 8% menor do que o registrado no fim de 2019. As ações fazem parte de uma política de reestruturação operacional, segundo afirma o Bradesco no relatório trimestral, sendo guiada por um “forte controle de custos”.

Segundo estimativas da instituição financeira, com o fechamento de tais agências e as demissões, foi possível reduzir os custos de operação em R$ 3,2 bilhões, número equivalente a 6,6% do total de despesas anuais.

O banco afirma ainda que as reduções de pontos de atendimento físicos e o corte de pessoal resultaram em “uma melhora anual em nossa eficiência operacional” por meio do valor economizado. Ainda de acordo com o relatório, os cortes elevaram a eficiência do banco em 46,3%, sendo o melhor índice desde a fundação do Bradesco.

Procurado para se manifestar sobre o assunto,o Bradesco afirmou não divulgar dados regionais. (Fonte: jornal O Povo).

To Top
%d blogueiros gostam disto: