Política

Morre aos 46 anos Daniel Rios, vereador de Salvador que tem origem na cidade de Pé de Serra

A Câmara de Vereadores da capital baiana está em luto. Morreu, neste domingo (14), em Salvador, aos 46 anos, o vereador Daniel Rios (Patriota), que estava internado na UTI, após passar por complicações de uma cirurgia no pâncreas, devido ao câncer.

Daniel Rios estava internado numa UTI e morreu após complicações de uma cirurgia

Ele também contraiu o coronavírus, mas já havia se recuperado. Daniel Rios, cuja família tem origem no município de Pé de Serra, se reelegeu em 2020 com 8.089 votos, para o segundo mandato consecutivo.  

Formado em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Daniel Rios é empresário, músico e produtor musical. Ele é irmão do deputado estadual David Rios e o caçula dos cinco filhos do casal Jessé e Eurides. 

Eleito para a Câmara Municipal de Salvador pela primeira vez em 2016, com 10.761 – o 15º edil mais votado –, o vereador Daniel Rios colocou como objetivos do mandato dar continuidade e ampliar o trabalho social em benefício das comunidades mais carentes.

A família do vereador Daniel Rios tem origem no município de Pé de Serra

Trabalho que desenvolvia há cerca de 20 anos e foi iniciado por seu irmão, o deputado estadual David Rios. O vereador tinha como bandeiras a luta pela melhoria da saúde pública e, principalmente, o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Quem assume a cadeira na Câmara de Vereadores no lugar de Daniel é o suplente, Átila do Congo. 

Em nota, a família de Daniel Rios pediu um minuto de oração.  

“A família Rios comunica, com profundo pesar o falecimento do vereador Daniel Rios.  O sepultamento será realizado hoje. Devido à pandemia, não será informado o local e horário de sepultamento, para o bem da saúde pública e evitar aglomerações. Daniel era pai, filho, irmão, marido, amigo e um vereador alegre e amoroso. Dedicou parte da sua vida com a missão de ajudar ao próximo e ainda que não conseguisse, sempre tinha uma palavra amiga e um ombro a oferecer. Por este motivo, a família pede para que lembremos dele com essa imagem e que seja dedicado, se possível, um minuto de oração para que ele esteja bem no outro plano. ”Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus.” – 2 Coríntios 5:1”, diz a nota. (Fonte: Bocão News).

To Top
%d blogueiros gostam disto: