Política

Deputado bolsonarista é preso após ataques a ministros e STF

O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante na noite desta terça-feira após publicar vídeo em que atacava ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e defendia o AI-5, principal medida repressiva durante a Ditadura Militar no Brasil.

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante na noite desta terça-feira (16)

A ordem de prender o parlamentar foi emitida pelo ministro Alexandre de Moraes.

Daniel Silveira também é investigado no inquérito que mira o financiamento e organização de atos democráticos em Brasília. Em junho, ele foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal e teve o sigilo fiscal quebrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes.

Em depoimento, o parlamentar negou produzir ou repassar mensagens que incitassem animosidade das Forças Armadas contra o Supremo ou seus ministros.

O deputado está em seu primeiro mandato na Câmara. Ele que ficou conhecido por destruir, durante a campanha, uma placa de rua que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros em março de 2018.

Deputado Daniel Silveira ofendeu ministros e fez apologia ao AI-5 (Foto: Jovem Pan)

“A Constituição Federal não permite a propagação de ideias contrárias a ordem constitucional e ao Estado Democrático (CF, artigos 5º, XLIV; 34, III e IV), nem tampouco a realização de manifestações nas redes sociais visando o rompimento do Estado de Direito, com a extinção das cláusulas pétreas constitucionais – Separação de Poderes (CF, artigo 60, §4º), com a consequente, instalação do arbítrio”, escreveu Moraes ao mandar prender Silvevira.

“Imprescindível, portanto, medidas enérgicas para impedir a perpetuação da atuação criminosa de parlamentar visando lesar ou expor a perigo de lesão a independência dos Poderes instituídos e ao Estado Democrático de Direito”, observou o ministro. (Fonte: Estadão Conteúdo).

To Top
%d blogueiros gostam disto: