Nordeste

Chuvas em fevereiro têm média histórica no Ceará; março com boa perspectiva para o NE

O Ceará termina o primeiro mês da quadra chuvosa melhor do que indicava o prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Chuvas chegam ao sertão e litoral do Nordeste (Foto ilustração: Diana Santiago)

A previsão para o primeiro trimestre da quadra chuvosa é de 50% de possibilidade de chuvas abaixo da média histórica, no período de fevereiro a abril. Pelo menos neste primeiro mês analisado, os dados parciais até a tarde de ontem apontavam 138,2 milímetros de chuva no Estado, 16,5% acima da média histórica.

Vale ressaltar que o prognóstico da Funceme, divulgado em janeiro, não é para o mês, mas para o trimestre inteiro. Então, o cenário observado em fevereiro pode não se confirmar em todo o trimestre, com possibilidade de ser melhor ou pior. A mesma projeção de 50% de risco de chuvas abaixo da média foi feita para o trimestre de março a maio, divulgada no último dia 22 de fevereiro. Nos dois prognósticos da Funceme para esta quadra chuvosa, foi apontada 40% de chance de chuvas em torno da média e 10% de ficar acima da média.

A quadra chuvosa no Ceará vai de fevereiro a maio. Os números para o mês que se encerra são ainda parciais, atualizados até a tarde deste domingo, 28, e sofrerão atualização. Em 2020, a quadra chuvosa foi a melhor da década.

O resultado fica situado na categoria em torno da média histórica e fia oi alcançado basicamente pela recuperação do nível de chuvas na segunda quinzena do mês. De 1º a 15 de fevereiro, as chuvas ficaram 71% abaixo da média para o mês inteiro. Porém, 16 de fevereiro foi o dia mais chuvoso do mês — e do ano até aqui —, com média de 31 milímetros e precipitações em 147 municípios. O segundo dia em que mais choveu em fevereiro foi neste sábado, com média de 15,6 milímetros e registros de precipitações em 153 municípios. No dia 17, o terceiro mais chuvoso, com 14,9 milímetros em 155 municípios.

Apesar da melhora na segunda metade do mês, este é, pelos números parciais, o fevereiro com menor quantidade de chuvas nos últimos cinco anos. A última vez em que o mês teve registradas tão poucas precipitações foi em 2016, quando ficou 55,2% abaixo da média histórica para o período.

Chuvas em fevereiro nos últimos seis anos: 

2021: +16,5%*

2020: +61,1%

2019: +45%

2018: +65,8%

2017: +34,6%

2016: -55,2%

A quadra chuvosa no Ceará vai de fevereiro a maio. Os meses de dezembro e janeiro são caracterizados como pré-queda. Junho e julho são o período de pós-estação.

Média histórica de chuvas da pré-estação à pós estação no Ceará: 

Janeiro: 98,7mm – este ano foi de 48,5mm, -50,8% em relação à média

Fevereiro: 118,6mm – esta ano a parcial é de 138,2mm, +16,5% em relação à média

Março: 203,4mm

Abril: 188mm

Maio: 90,6mm

Junho: 37,5mm

Julho: 15,4mm 

No mês de janeiro, a área total de seca no Ceará subiu para 90,82%, frente a 83,17% em dezembro, de acordo com o monitoramento da Agência Nacional das Águas (ANA). É a maior presença de seca no Estado desde dezembro de 2019. (Fonte: O Povo)

*Dados parciais, até a tarde de 28 de fevereiro

To Top
%d blogueiros gostam disto: