Esporte

STJD ratifica a classificação da Juazeirense na Copa do Brasil

A polêmica classificação da Desportiva Juazeirense à segunda fase da Copa do Brasil 2021, contra o Sport Recife, na última quarta-feira (10), que foi parar no tapetão, terminou com final feliz para o Cancão de Fogo.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) do Futebol, Otávio Noronha, indeferiu o pedido do Leão da Ilha sobre impugnação da partida contra a equipe de Juazeiro (BA). A decisão, publicada na manhã desta terça-feira (16), aconteceu porque o magistrado entendeu que não há erro de direito no caso.

O texto afirma que o pedido do Sport não condiz com os fatos e que a partida foi encerrada pela recusa do Rubro-negro de entrar em campo, com base no relato na súmula do árbitro.

A partida teve de tudo: jogador supostamente desmaiado em campo, após uma disputa de bola; parte dos refletores se apagaram; o sistema de irrigação do campo foi ligado durante o segundo tempo; e os gandulas e bolas reservas ‘sumiram’.

Agora, o STJD determinou que o envio dos documentos para a Procuradoria analisar possíveis infrações disciplinares consideradas gravíssimas, em relação a Juazeirense. Isso porque reconheceu que diversos fatos ocorridos são “dignos de criteriosa apuração“.  O “erro de direito” – citado pelo magistrado – refere-se a uma ação em que não há margem para interpretação da arbitragem. Esta é uma condição mínima exigida para receber um pedido de impugnação, segundo explica a publicação do STJD.

A condição está prevista no Artigo 259 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. No entanto, a Juazeirense não está completamente livre de punição. O time poderá ser multado ou até perder o mando de campo na sequência da competição. (Com informações do GE-Recife)

To Top
%d blogueiros gostam disto: