Política

Capela: Câmara aprova projeto que inclui igrejas como serviço essencial na pandemia

Na sessão da Câmara de Vereadores do município de Capela do Alto Alegre desta quinta-feira, 18 de março, os problemas com a segurança pública estiveram entre os destaques das discussões.

O vereador Beto falou sobre a preocupação com roubos que costumam acontecer no interior do município, e a pouca proteção que têm as pessoas de áreas rurais, afirmando que é preciso acionar o governo do estado, e pediu a realização de mais rondas na zona rural.

Além disso, Beto solicitou a Secretaria de Saúde um melhor serviço aos agentes de saúde, e argumentou que o centro de combate a Covid-19 também passasse a funcionar aos sábados e domingos.

Vereador Beto quer o centro de combate a Covid-19 aberto também nos finais de semana.

A pauta principal, no entanto, foi a votação do projeto de lei dos vereadores Marcelo de Ipiraí, Almir da Saúde e Tadeu, que solicita a inclusão das igrejas como serviço essencial em casos de aplicações medidas restritivas no combate da Covid-19 em território capelense

O vereador Kêro, em seu discurso, afirmou que foi contra o requerimento quando apresentado na semana passada, mais que votaria favorável ao projeto de lei apresentado.

Marcelo de Ipiraí foi um dos autores e dos principais defensores do projeto.

Após a votação, o vereador Beto pediu que todos os comércios fossem colocados como essencial, juntamente às igrejas.

Líderes religiosos acompanharam a votação do projeto que torna igrejas como serviço essencial

O projeto foi aprovado por unanimidade, porém conversas internas indicam que o prefeito Dr. Nei deverá vetá-lo.

Por Alan Rodrigues / Interior da Bahia

To Top
%d blogueiros gostam disto: