Política

Presidente do IBGE anuncia saída do cargo após retirada de recursos

A presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Susana Cordeiro Guerra, pediu exoneração do cargo. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do instituto na tarde desta sexta-feira (26).

A presidente do IBGE, Susana Cordeiro Guerra, pediu exoneração do cargo

Segundo a nota divulgada pelo IBGE, o pedido de exoneração de Susana é motivado por questões pessoais e de família. A economista deve continuar no cargo até que um novo presidente, a ser indicado, tome posse. Susana Cordeiro Guerra assumiu a presidência do IBGE em fevereiro de 2019.

O órgão ficou bastante prejudicado com a aprovação do Orçamento nesta semana no Congresso. O texto, que ainda precisa ser sancionado por Jair Bolsonaro, deixa o Censo 2021 praticamente sem recursos, com a pesquisa inviabilizada.

Após a conclusão da votação do Orçamento 2021, que reduziu os recursos para o Censo Demográfico para R$ 71 milhões, o IBGE divulgou nesta sexta uma nota informando que vai pedir orientações ao Ministério da Economia sobre o tema.

“A referida votação ratificou o corte no orçamento do Censo Demográfico proposto pelo Relator-Geral da Comissão. A decisão representa uma redução de quase 90% do orçamento previsto na PLOA encaminhada em agosto de 2020, que era de R$ 2 bilhões. Diante deste cenário, o IBGE solicitará orientações ao Ministério da Economia sobre os procedimentos no tocante à operação censitária que, de acordo com a Lei nº 8.184, de 1991, deve ser realizada a cada dez anos”.

Os rumores de cancelamento do Censo não é de hoje e previam até a realocação de recursos para o Ministério da Defesa. (Fontes: Portal WSCOM com Brasil 247).

To Top
%d blogueiros gostam disto: