História

Morre no Rio de Janeiro o cantor Agnaldo Timóteo vítima da Covid

O cantor Agnaldo Timóteo morreu na manhã deste sábado (3), no Rio de Janeiro, vítima da Covid-19. Ele tinha 84 anos.

Cantor Agnaldo Timóteo morreu de Covid-19 aos 84 anos (Foto: Murilo Alvesso)

Agnaldo Timóteo estava desde o dia 17 de março na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Casa São Bernardo, localizado na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

No último dia 27 de março, o cantor precisou ser intubado para “ser tratado de forma mais segura” contra a doença.

A família divulgou nota sobre o falecimento:

“É com imenso pesar que comunicamos o Falecimento do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do Covid-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha”.

AVC na Bahia

Em 2019, ele havia ficado três meses internado depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS).

Após sofrer um AVC, Agnaldo Timóteo foi internado no Hospital Roberto Santos, em Salvador

Agnaldo Timóteo deu entrada na unidade de saúde com pressão alta, mas o quadro clínico dele também foi compatível com AVC.

História

O cantor e compositor nasceu em Caratinga, Minas Gerais, no dia 16 de outubro de 1936. Iniciou a carreira artística na música no Grêmio Literário Nossa Senhora das Graças e, depois, passou a apresentar-se nos programas da Rádio Sociedade Caratinga. 

Ele exercia a função de torneiro mecânico, o que lhe impediu de concluir os estudos. De origem humilde, o mineiro só pôde cursar até a 7ª série.

Carreira artística

Trabalhou em Governador Valadares durante dois anos, e cantava nas emissoras locais nas horas vagas. Tornou-se conhecido quando o animador Aldair Pinto lhe encaminhou para as emissoras da capital.

Mineiro, o cantor Agnaldo Timóteo tinha uma das vozes mais ricas do Brasil

Agnaldo Timóteo mudou-se para o Rio de Janeiro e foi motorista particular da cantora Ângela Maria, a rainha do rádio, que morreu em setembro de 2020, aos 89 anos, vítima de uma infecção generalizada e uma parada cardíaca. (As informações são do G1).

To Top
%d blogueiros gostam disto: