Política

Vereador do PT que abriu caixão de idoso pode ser expulso do partido

William Faria, vereador de Santa Bárbara do Leste (MG), foi afastado do cargo político pela direção geral do Partido dos Trabalhadores (PT). Nota, publicada nesta terça-feira (27/4), informa que o Conselho de Ética da legenda analisará o caso e pode expulsar o parlamentar. Isso porque Faria aparece em um vídeo, feito no domingo (25/4), abrindo, a golpes de facão, o caixão de um homem de 92 anos que morreu com suspeita de covid-19.

“Num dos momentos mais delicados vividos por toda a população mineira e brasileira em função da pandemia do novo coronavírus, a atitude do vereador representa uma ação violenta e desnecessária, além de ser uma grave ameaça à segurança sanitária”, diz o texto publicado no site do PT mineiro.

Segundo informações do telejornal MG1, o político foi chamado ao cemitério pela família do idoso e queria ‘provar’ que ele não morreu por complicações causadas pelo novo-coronavírus. Mesmo diante das informações passadas pelo Hospital Irmã Denise (Casu), que atesta Síndrome Respiratória Aguda Grave e sintomas de covid-19, Faria disse que é preciso “ter certeza”.

“Nós não podemos enterrar um cidadão com dúvida. Não é simplesmente pegar um cidadão e empacotar ele e falar que é covid”, afirmou em entrevista ao jornal. A desconfiança dos parentes partiu do resultado negativo de um teste rápido, ao qual o idoso foi submetido ainda em vida. A contraprova foi feita pelo método RT-PCR, que coleta secreção nasal, mas o laboratório ainda não divulgou a conclusão.

Teste rápido

Apesar de ser amplamente usado no Brasil, o teste rápido não é o meio recomendado para diagnosticar uma infecção ativa por covid-19. Isso porque ele tem limitações quanto à sensibilidade e especificidade, requisitos laboratoriais que podem levar aos chamados falsos negativos.

Além disso, eles também podem apresentar um resultado incorreto quando feitos durante o período chamado de “janela imunológica” — quando os anticorpos ainda não podem ser detectados. É por isso que no caso do idoso de Santa Bárbara do Leste, o hospital fez um novo exame pela coleta de secreção nasal.

Protocolos sanitários

William Faria deve enfrentar também um inquérito instaurado pela Policia Civil pelos crimes de infração de medida sanitária preventiva e violação de urna funerária.

No vídeo que circula pelas redes sociais desde domingo, é possível ver o vereador abrindo o lacre do caixão com um facão e tocando na sacola que envolvia o corpo do idoso. Tais medidas são tomadas em todo o país para evitar que pessoas mortas pela covid-19 se transformem em novos focos de disseminação do vírus. (Fonte: Correio Braziliense).

To Top
%d blogueiros gostam disto: