Economia

Amado Batista vende fazenda luxuosa por R$ 350 milhões

O cantor sertanejo Amado Batista parece ter conseguido vender sua propriedade no município de Cocalinho, Mato Grosso, pelo valor de R$350 milhões. O anúncio que completaria 2 meses na sexta-feira (21) foi feito pelo Portal Compre Rural.

Amado Batista parece ter conseguido vender sua propriedade em Cocalinho, Mato Grosso

A fazenda milionária foi adquirida por um grande grupo do agronegócio brasileiro pelas proporções de terra e pelas condições de luxo que possui. Isso porque, no local há uma casa que comporta dezenas de funcionários, além de churrasqueira, quatro pistas de pouso de avião, campo de futebol e lagos com direito a pesca.

Vale lembrar que Amado Batista já teve uma dívida milionária com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, mais conhecido como IBAMA, devido ao desmatamento ilegal que estaria praticando em suas terras. Agora o negócio parece estar sendo fechado em sigilo e sem a exposição de nomes dos compradores que logo poderão dispor da imensa propriedade. Confira fotos do imóvel:

Vista ´aérea da piscina na fazenda em Mato Grosso

O suposto motivo que desencadeou a venda da fazenda luxuosa foi uma multa milionária que o sertanejo recebeu por desmatamento, alguns anos atrás pelo Ibama. Após um mês em que o imóvel está à venda, o cantor se reuniu com Bolsonaro.

O cantor e compositor que tenta vender suas duas propriedades rurais avaliadas em R$ 350 milhões, esteve em reunião com o Presidente da República. O fato é que, Bolsonaro compareceu a uma solenidade no Palácio do Planalto que celebrava o aniversário da Embratur ao invés de estar presente na reunião com o CEO da Pfizer, sobre a compra de vacinas.

Cantor Amado Batista já teve uma dívida milionária com o IBAMA

Na solenidade que aconteceu no final do último ano, o cantor sertanejo Amado Batista e Bolsonaro estavam sem as devidas medidas de segurança determinadas pela OMS. Mesmo após o ocorrido, o sertanejo segue com o anúncio da venda de suas duas fazendas no Mato Grosso. (Fonte: O Estado de Minas).

To Top
%d blogueiros gostam disto: