História

Morre Firmino de Itapoan, autor de ‘Moinho da Bahia queimou’

O cantor e compositor Firmino de Itapoan, 78 anos, morreu neste sábado (29), após sofrer uma parada cardiorrespiratória. Com 60 anos de carreira, Firmino chegou a ser homenageado pela Câmara Municipal de Salvador em 2011, quando recebeu a Medalha Zumbi dos Palmares por ser o “pioneiro na divulgação do samba de roda no Brasil”.

Com 60 anos de carreira, Firmino foi homenageado pela Câmara de Salvador (Foto: Reprodução)

A informação da morte do sambista foi confirmada por uma de suas filhas ao jornalista e colunista Marrom. O compositor nasceu em Salvador, no bairro da Liberdade em 1943. Conforme divulgou o portal G1, o artista já chegou a vender 300 mil discos na década de 1980 e ficou conhecido após compor sucessos nacionais como ‘Samba de malandro’, ‘Boa noite pra quem é de boa noite’ e ‘Moinho da Bahia queimou’.

O sambista gravou o disco ‘Bahia Brasil’, com sucessos como ‘Moinho da Bahia queimou’.

Na década de 1960, o sambista gravou o disco ‘Bahia Brasil’, a fim de mostrar para o Brasil o folclore da Bahia. Depois gravou mais cinco Lps, seis compactos, cinco Cds e um Dvd. Firmino Rodrigues de Santana Filho deixa filhos e netos, além de um legado na história do samba baiano e nacional. (Fonte: Bahia Notícias).

To Top
%d blogueiros gostam disto: