Polícia

Inquérito da Policia indicia 12 pessoas pelo sequestro de garoto de nove anos em Miguel Calmon

A Polícia Civil da Bahia concluiu o inquérito policial acerca do sequestro de um garoto de 9 anos, ocorrido no município de Miguel Calmon, no Centro-Norte da Bahia, em maio deste ano. Nove homens e três mulheres foram indiciados pelo crime de extorsão mediante sequestro. Até o momento, três pessoas estão presas.

Segundo informações da Polícia Civil divulgadas nesta segunda-feira, 31, o procedimento foi encaminhado para o Poder Judiciário, na quinta-feira, 27. Entre os indiciados, estão dois homens e uma mulher, presos por policiais militares no último dia 18, que tiveram as prisões em flagrante convertidas em preventivas.

O desdobramento destas duas prisões contribuiu para identificar os outros envolvidos, conforme a polícia. Uma arma e um aparelho celular utilizados no crime foram periciados, e imagens e mensagens de textos extraídos de aparelhos celulares também contribuíram para a conclusão.

O delegado Antônio Eduardo Santos Brito, coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Jacobina, responsável pela investigação, solicitou as prisões preventivas dos outros envolvidos, entre eles, o homem apontado como líder do grupo criminoso.

Além da 16ª Coorpin/Jacobina, participaram das investigações e ações em campo, a 1ª Coorpin / Feira de Santana, equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e da Coordenação de Operações Especiais (COE). A polícia não deu informações sobre a motivação do sequestro.

O menino, de 9 anos, foi levado na manhã do dia 17 de fevereiro, enquanto brincava em uma praça da cidade, sendo encontrado dois dias depois em Feira de Santana, a 250 km distante de onde foi sequestrada.

O menino, de 9 anos, foi levado na manhã do dia 17 de fevereiro

Uma câmera de segurança do local registrou a ação. Nas imagens é possível ver que um carro preto para e dois homens saem dele e vão até o menino. Em seguida, a dupla coloca a criança dentro do carro.

A mãe do menino, que faz parte de uma família de ciganos, disse que não sabia o motivo e a autoria do sequestro. O carro usado na ação foi encontrado horas após o crime com os pneus furados. O Governo da Bahia chegou a disponibilizar um helicóptero para auxiliar nas buscas. (Fonte: A Tarde).

To Top
%d blogueiros gostam disto: