História

Coité: Garota de comunidade quilombola é descoberta por agência de modelo

Quem vê a garota Ana Carla dos Santos, de apenas oito anos, caminhar pelas ruas da Comunidade Quilombola do Vazante, em Conceição do Coité, localizada a 210 km da capital baiana, sequer desconfia que aqueles pés podem em breve estar cruzando as principais passarelas dos grandes eventos de moda em Nova York.

É provável que para que tamanho potencial fosse enxergado, Ana Carla precisasse de um “olhar de fora”, sorte da jovem ter sido vista pelo fotógrafo da agência Casablanca, Gabriel Valentim, que acredita que ela pode trilhar uma bela carreira no mundo da moda. 

O encontro entre o fotógrafo e a jovem natural do sertão baiano ocorreu no início de 2021, quando a orientadora social do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Conceição do Coité, Rubia Maia da Anunciação, convidou a equipe multidisciplinar da Agência Casablanca para conhecer uma casa de taipa localizada na comunidade, que poderia compor o cenário de um ensaio da Carlota Magazine, revista de Portugal. 

Com um olhar sensível em relação à história da menina, Rubia fez questão de apresentar Ana Carla ao grupo.

“Fui buscando pessoas para me ajudar nessa luta. Eu queria ajudar essa família, queria que eles saíssem dessa situação de vulnerabilidade. Muitas vezes cheguei na casa deles e eles não tinham o que comer. Vivem com o auxílio do Bolsa Família de apenas R$ 400. Hoje, cozinham no chão. Não possuem saneamento básico. Tomam banho em bacias. Hoje, busco por anjos para ajudá-los”, relata. 

Durante o segundo dia de trabalho na região, o primeiro contato entre Gabriel e Ana Carla resultou em sintonia imediata. Segundo o profissional os traços físicos da jovem e o impacto provocado pela sua personalidade forte e história de vida, chamaram sua atenção. Ele acredita que Ana Carla possui uma “beleza gritante” e imagina sua imagem em passarelas internacionais.

“Eu imagino que ela não será mais uma na multidão. Não será mais uma no sertão. Será uma grande modelo profissional. Eu enxergo ela desfilando em Nova York. Eu vejo ela com muito sucesso. E junto com equipe da Agência Casablanca, faremos acontecer, o mercado da moda precisa conhecer essa menina”, afirma. 

Atualmente, a Agência Casablanca está viabilizando todo processo de formação, agenciamento e desenvolvimento técnico de modelo para Ana Carla, com o auxílio da prefeitura de Conceição do Coité e de Lucas Afonso, produtor cultural, que disponibilizou todo o apoio logístico para levá-la até Salvador e realizar os futuros trabalhos no mercado da moda. (Fonte: Encontro Já).

To Top
%d blogueiros gostam disto: