Esporte

Bahia é melhor no primeiro tempo contra o Santos, mas jogo fica no 0 a 0

Resumão

Santos e Bahia ficaram no 0 a 0 na noite deste sábado, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida de estreia do treinador Fábio Carille no comando do Peixe não foi de muito brilho do time mandante, amplamente dominado pelo adversário no primeiro tempo. Na etapa final, o jogo mudou, os santistas cresceram, mas o placar seguiu em branco e manteve as duas equipes nas cercanias da zona de rebaixamento.

Na tabela

Com o empate, o Santos sobe para a 13ª posição, com 23 pontos em 20 partidas. O Bahia também sobe, para 15º, com 22 pontos em 20 jogos. Mas está apenas um ponto à frente da zona de rebaixamento. Clique aqui e veja a tabela do Brasileirão.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo pelo Brasileirão no próximo sábado, ambas às 21h: o Bahia em casa contra o Bragantino, o Santos fora diante do Ceará. Mas antes tem Copa do Brasil para o Peixe. Na terça, os santistas recebem o Athletico depois de perder o jogo de ida das quartas de final por 1 a 0.

O que mudou

Na estreia, Fábio Carille passou o Santos do 4-4-2 dos tempos de Fernando Diniz para um 4-1-4-1, com Camacho mais fixo à frente da defesa e Léo Baptistão como homem de referência. Neste esquema, Jean Mota perdeu espaço, com a entrada de Lucas Braga como ponta. A atuação no primeiro tempo foi muito ruim, sem uma finalização sequer a gol. Mas a equipe melhorou na etapa final.

(Foto: Fernanda Luz/AGIF)

Primeiro tempo

O Bahia tentou surpreender o Santos com uma postura mais agressiva no começo do jogo. Com 20 minutos de partida, embora tivesse menos posse de bola, o Tricolor somava quatro finalizações, contra nenhuma dos santistas. A primeira delas foi um cartão de visitas: com menos de um minuto, Lucas Mugni arriscou o chute, e o goleiro João Paulo defendeu. Mas a superioridade baiana se estenderia ao longo do período – Gilberto teve boa chance, Isnaldo mandou finalização perigosa por cima, Rodallega arriscou de fora da área. O Santos, nas poucas vezes em que conseguiu criar alguma coisa no ataque, acabou desperdiçando por erros na tomada de decisão. Nos minutos finais do período, tentou se apossar do campo de ataque e apostou em bolas aérea com Carlos Sánchez, mas sem sucesso. Terminou o período sem uma finalização sequer.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Segundo tempo

O Santos voltou melhor no segundo tempo. Manteve a posse de bola, mas desta vez com os jogadores mais próximos entre si – e também com ações mais objetivas. Aos sete, o Peixe quase abriu o placar. Sánchez bateu falta (sofrida por Pirani à beira da área), e o goleiro Mateus Claus fez grande defesa. Aos 17 minutos, Marinho voltou a entrar em campo pelo Santos depois de tratar uma lesão na coxa. O atacante teve boa chance em finalização para fora, após bola sobrada aos 30 da segunda etapa. O Bahia teve a chance de matar o jogo aos 48, em chute desperdiçado por Rodriguinho. Mas n]ao teve jeito: nada de gols na Vila Belmiro. (Fonte: Ge)

To Top
%d blogueiros gostam disto: