Entretenimento

Israel e Rodolffo são acusados de apologia ao estupro em nova música

A nova música da dupla sertaneja Israel e Rodolffo está gerando polêmica nas redes sociais. Lançada na última sexta-feira (19/11), a faixa Dar uma namorada, faz parte do álbum Ao vivo em Brasília e está sendo criticada por supostamente fazer apologia ao estupro.

O tema foi levantado no fim de semana pela psicanalista e feminista Manuela Xavier, por meio do Instagram. A também doutora em psicologia criticou: “Essa música, escrita hoje em 2021, com uma mentalidade de 1920, diz que se a mulher for estuprada, a culpa é dela, porque ela atiçou. Qualquer semelhança com ‘qual a roupa que ela estava usando’, ‘mas ela estava fazendo doce’ não é mera coincidência”, disse.

Ao longo de todo vídeo, Manuela não completa a palavra “estupro”, explicando que o post pode ser derrubado por esse motivo.

Rodolffo, por sua vez, usou a publicação de Manuela para defender e rebater a crítica sobre a música, comentando:

“Boa noite, Manuela. Tudo bem?? Olha, primeiramente eu acho que você está exagerando nas observações, pois a gente faz música para homem e para mulher, uma mulher pode cantar para um homem essa letra, ela é unissex. É uma música alegre, descontraída, para as pessoas se divertirem cantando. Sou totalmente a favor da causa, estou com você. Agora vir criticar o meu trabalho induzindo as pessoas a pensarem que é uma música machista, não. Foi feita para a mulher cantar também”. Em resposta ao comentário do cantor, a psicóloga continuou explicando o seu ponto de vista. “Rodolffo, você se equivoca DUPLAMENTE. Eu sou uma mulher. Eu sei o que é cultura do estupro. Não será VOCÊ, um homem, a me dizer o que é ou não machista, até porque isso seria MUITO machista, concorda? Converse com mulheres. Converse com coletivos feministas. Nesse vídeo eu explico perfeitamente o por que dessa música ser um erro. Gaste 5 minutos do seu tempo e aprenda”. (Fonte: Correio Braziliense).

To Top
%d blogueiros gostam disto: