Educação

Enem 2021: gabarito oficial das provas é divulgado

Gabarito só permite que o aluno saiba seu número total de acertos, mas resultado com a nota final (provas objetivas e redação) sai em 11 de fevereiro.

Os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 já estão disponíveis. As informações divulgadas nesta quarta-feira (1º) valem tanto para a versão impressa quanto para a digital das provas (veja os gabaritos mais abaixo nesta reportagem).

A questão 157 da prova rosa foi anulada. Como adiantou o g1, a questão sobre Copa do Brasil não possuía entre as opções uma resposta correta. O item apareceu na prova azul como questão 138, como 155 da prova cinza e 178 das provas amarela, laranja e verde.

O resultado final das provas objetivas e da redação sai apenas em 11 de fevereiro.

Confira os gabaritos:

 

O gabarito só permite que o aluno saiba seu número total de acertos.

Isso porque, como a prova é corrigida pela Teoria de Resposta ao Item (TRI), a nota final não é calculada apenas com base na porcentagem de respostas corretas.

Esse sistema de correção detecta a coerência no desempenho do estudante – ele reconhece o “acerto ao acaso”, ou seja, o “chute”, e atribui uma pontuação menor.

Por isso, no Enem, dois candidatos podem acertar exatamente a mesma quantidade de questões, mas tirar notas bem diferentes.

Um exemplo: se um aluno acertou as 5 questões mais difíceis, mas errou as mais fáceis, provavelmente “chutou” as alternativas. Seu desempenho é considerado incoerente, e a pontuação para cada acerto é reduzida.

Histórico de questões anuladas

Esta é a 7ª questão do Enem anulada desde 2009. As últimas ocorrências foram no Enem 2019, em que a questão foi anulada por já ter sido aplicada em outra versão do exame, e em 2020, por duas questões apresentarem conflitos nas respostas.

Enem 2021: 1 questão anulada

Enem 2020: 2 questões anuladas

Enem 2019: 1 questão anulada

Enem 2018: 1 questão anulada

Enem 2016: 1 questão anulada

Enem 2009: 1 questão anulada

Em nota, o Inep afirmou que as questões invalidadas não prejudicam os alunos. ” Isso acontece porque o cálculo estatístico da nota do Enem, de acordo com a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), considera a combinação da coerência do padrão de resposta com o pressuposto da cumulatividade e, ainda, as características (parâmetros de complexidade) de cada item”, diz o Inep em nota. (Fonte: G1)

To Top
%d blogueiros gostam disto: