Educação

Riachão: Estudantes organizam clube de leitura no Colégio Estadual Maria Dagmar Miranda

O reconhecimento pela importância da literatura no aprendizado levou a comunidade escolar do Colégio Estadual Maria Dagmar Miranda, em Riachão do Jacuípe, à iniciativa de criar um clube de leitura. A ação mobiliza estudantes e professores da unidade de ensino em torno de oficinas sobre obras literárias. À frente do projeto estão as professoras Cássia Soares e Nadjane de Oliveira, que trabalham com os alunos o estímulo ao hábito de ler por meio da literatura.

No clube de leitura, os estudantes leem o mesmo livro, que é escolhido pela maioria dos membros e, depois, o tema é debatido com os alunos nos encontros semanais que acontecem na biblioteca da escola ou em uma das salas do colégio. As oficinas de leitura têm contribuído para a troca de ideias sobre obras literárias, a exemplo de “O Quinze”, de Rachel de Queiroz, o primeiro clássico lido no clube. Além de outros autores clássicos, os estudantes sugeriram ler livros de escritores jacuipenses.

Júlia Vitória Lima de Brito, 15, 1º ano do Ensino Médio, leitora de romance, ficção e suspense, revela que tem sido uma experiência divertida e acolhedora. “Fiz muitas amizades através do nosso clube de leitura e, também por meio dele, estou conseguindo perder a vergonha de falar em público e tem me ajudado muito a melhorar a minha dicção”.

A colega Nicole Oliveira da Silva, 15, também do 1º ano do Ensino Médio, também considera estimulante a experiência. “Na oficina, pude conhecer pessoas novas e, através do livro que estamos lendo, estou tendo uma nova perspectiva sobre os temas abordados. Além disso, a leitura tem contribuído para aumentar o meu vocabulário. Os professores estão nos incentivando bastante e ler está sendo meu hobby favorito, sem falar que tem me ajudado para passar menos tempo no celular”, relata.

A ideia do clube de leitura na unidade, contam as educadoras, se deu durante os encontros de Atividade Complementar (AC), por sugestão da coordenadora pedagógica Aldimira Silva. “O clube é de suma importância, porque a leitura melhora a vida dos nossos meninos em todos os aspectos. Quem lê melhora o poder de argumentação e os aspectos relacionados à ortografia e pontuação, dentre outros”, consideram.

Ainda segundo as professoras, as oficinas de leitura têm contribuído para a troca de ideias sobre obras literárias. “No primeiro encontro, pudemos conhecer várias obras, escolhemos folhear alguns livros. Em seguida, assistimos a um vídeo sobre um projeto de leitura que vem sendo realizado pelos esportes clubes do Bahia e do Vitória, nos momentos livres dos atletas. A discussão coletiva sobre o vídeo foi interessante e proveitosa, pois não conhecíamos essa realidade no futebol”, conta a professora Cássia. (Fonte: ASCOM Secretaria da Educação Bahia).

To Top
%d blogueiros gostam disto: