Justiça

Ex-prefeito denuncia prefeito de Jacobina ao Ministério Público Federal por crime ambiental

O ex-prefeito da cidade de Jacobina, Rui Macedo (sem partido), moveu uma ação criminal contra o atual gestor do município, Tiago Dias (PCdoB), ao Ministério Público Federal (MPF) por crime ambiental. A acusação se deu após a prefeitura iniciar a derrubada de árvores que compõe a jardinagem num canteiro central na entrada da cidade na segunda-feira (18).

“Não gosto de falar de crimes e menos ainda de criminosos, mas não poderia deixar de manifestar minha indignação por mais esta irresponsabilidade cometida pelo prefeito. Juntamente com meu corpo jurídico, acabo de protocolar uma representação criminal por crime ambiental, bem como uma ação popular, ambas na Justiça Federal, afim de que o poder judiciário tome medidas afirmativas, e puna exemplarmente esta lamentável depredação ambiental ocorrida em Jacobina na data de hoje”, declarou Rui Macedo ao portal Jacobina 24 horas.

Com a denúncia, a Polícia Federal deve ser acionada pelo MPF para investigar a prática de crime ambiental cometida pelo prefeito de Jacobina.

Através das redes sociais, o prefeito Tiago Dias se pronunciou sobre a denúncia feita pelo ex-gestor. No entanto, afirmou que fará uma requalificação na entrada da cidade, mas sem dar muitos detalhes.

“O ex-prefeito quer se aparecer, igual algumas pessoas que sobreviveram das tetas da prefeitura e que agora nós tiramos a mamadeira de grande parte desses bezerrões, dessa corja que maltrataram o nosso município”.

“Esse cidadão que diz que ama Jacobina, demagogo, é quem joga esgoto para o rio de Jacobina, é quem joga o lixo na rua e agora se preocupa com a natureza. Ele só pode ter entrado com o processo virtual, porque se fosse presencial, ficaria preso” acrescentou.

Vale lembrar que em 2020, quando disputou a eleição municipal contra o ex-prefeito Luciano Pinheiro (UB), Tiago teve o apoio público de Rui Macedo.

Após o ocorrido, o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema) pediu esclarecimentos à Secretaria Municipal de Meio Ambiente sobre a derrubada das árvores.

Quem também se mostrou contrária a atitude foi a vice-prefeita do município, Kátia da Saúde (PSB), que também é pré-candidata a deputada estadual, mas sem o apoio do prefeito. 

To Top