História

Ônibus de turismo que seguia do RJ para a Bahia pega fogo na BR-101

Um ônibus de turismo que saiu da divisa do Rio de Janeiro com o Espírito Santo (ES) e seguia para a cidade de Porto Seguro, na Bahia, pegou fogo, na madrugada desta quarta-feira (27), na BR-101, em Conceição da Barra, Norte do ES.

No coletivo estavam 53 passageiros, além do motorista e dos dois organizadores da excursão e donos do ônibus. Todos conseguiram sair antes das chamas consumirem o veículo e ninguém se feriu.

Um dos passageiros, Renaldo Hora, disse que acordou durante a viagem sem saber o que estava acontecendo.

“Estava cochilando e só ouvi a mulher gritando ‘acidente, acidente’. Só peguei a bolsinha que estava no compartimento e fui ver lá embaixo que era fogo e não acidente. A gente poderia estar morto agora, ter se asfixiado ou o ônibus podia ter capotado. Foi desesperador”, explicou o passageiro.

O motorista do ônibus contou aos bombeiros e aos policiais rodoviários federais que percebeu uma luz acendendo no painel e, quando parou para ver o que estava acontecendo, percebeu que o motor estava em chamas.

Ônibus pegou fogo, na BR-101, em Conceição da Barra, Norte do ES | Foto: Reprodução/TV Gazeta

De acordo com o sargento Gilliard, do Corpo de Bombeiros, as chamas foram combatidas com água e depois com uma espuma específica.

“Quando chegamos os passageiros já tinham sido retirados. Conseguimos controlar o fogo depois de algum tempo e depois ficamos fazendo rescaldo de algumas áreas com focos”, contou.

O grupo ficaria até domingo em Porto Seguro. Guilherme Fonseca, organizador da excursão e um dos donos do ônibus, disse que o veículo foi comprado com o dinheiro da venda de um imóvel e outras economias e estava com as revisões em dia, informação confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“Perdemos tudo o que tínhamos, nossas economias. Tínhamos um apartamento em Guarapari e vendemos pra comprar esse carro. Uma frustação muito grande. Tinha R$ 14 mil no meu bolso, ficou tudo pra trás, fora os documentos e malas dos passageiros”, disse.

Ainda de acordo com ele, o ônibus de turismo tinha o seguro obrigatório da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Por G1

To Top