Esporte

CBF investirá em formação de árbitras, treinadoras e dirigentes

Presidente Ednaldo Rodrigues acompanhou conquista da Copa América e reafirmou apoio ao futebol feminino

Título da Seleção Brasileira Feminina na Colômbia é o quarto da administração de Rodrigues, eleito em março para comandar a CBF com a missão de modernizar o futebol brasileiro

O presidente Ednaldo Rodrigues acompanhou, neste sábado (30), a conquista da CONMEBOL Copa América em Bucaramanga, na Colômbia. Após a vitória da Seleção Brasileira no Estádio Alfonso López, Rodrigues reiterou o apoio à modalidade e anunciou medidas para fomentá-la.

“O futebol feminino é uma das prioridades da CBF e a maior oportunidade de crescimento do futebol nos dias de hoje. A CBF já identificou um potencial inexplorado no futebol feminino e vamos ter uma série de programas para incluir cada vez mais as mulheres no esporte”, garantiu.

Antes da decisão, o presidente entregou uma placa a Bia Zaneratto em homenagem à marca de 100 jogos com a Amarelinha. Rodrigues assistiu à decisão ao lado de Luísa Rosa, Diretora de Patrimônio, e de Aline Pellegrino, Gerente de Competições. Reinaldo Carneiro Bastos, vice-presidente da CBF e presidente da Federação Paulista de Futebol, Julio Avellar, Diretor de Competições, e Roberto Gama, Coordenador de Desenvolvimento, também integram a comitiva do presidente na Colômbia.

Foto: Thais Magalhães/CBF

“Além de projetos para dar o protagonismo às mulheres dentro de campo, a CBF vai investir, de forma inédita, na formação de treinadoras, dirigentes e árbitras. Vamos fomentar o surgimento de toda uma cadeia esportiva 100% feminina. O protagonismo será sempre delas”, disse.

Foto: Thais Magalhães/CBF

O título da Copa América é o quarto da gestão do presidente Ednaldo Rodrigues, eleito em março com a missão de dar transparência e modernizar o futebol brasileiro. Desde então, a Seleção Feminina venceu o Sul-Americano Sub-17 e Sub-20. Já no masculino, em abril, o Sub-17 voltou a vencer o tradicional torneio de Montaigu depois de 38 anos. A conquista na Colômbia foi também a primeira da experiente técnica Pia Sundhage, que assumiu o comando da equipe principal há três anos.

*Com informações da Ascom CBF

To Top