Política

ACM Neto oficializa candidatura ao Governo: “estou aqui porque eu me preparei a vida toda”

Convenção do União Brasil Bahia lotou o Centro de Convenções de Salvador

Na manhã desta sexta-feira (05), a candidatura de ACM Neto ao Governo da Bahia foi oficializada durante a Convenção do União Brasil Bahia, realizada em Salvador. Durante a cerimônia, Neto foi presenteado com uma bandeira do estado, assinada por jovens de toda a Bahia. Emocionado, o candidato destacou que, nem em seus melhores sonhos, imaginou que seria um momento tão especial. 

“Confesso a vocês que eu sempre, a minha vida inteira, sonhei com esse dia. Eu ficava imaginando, eu me perguntava, como seria o dia em que eu tivesse a oportunidade de apresentar ao meu povo uma candidatura ao Governo do Estado. Muitas coisas sempre passaram pela minha cabeça. Muitas coisas vinham do meu coração e geravam sonhos e expectativas. Mas eu confesso a vocês, eu jamais poderia imaginar que um dia eu estaria vivendo uma emoção tão grande como a emoção que eu estou vivendo hoje, aqui, ao lado de vocês”, falou à multidão que lotou o Centro de Convenções da capital baiana.

“Todo mundo sabe que eu sou um cara de muita fé. Então, eu tenho, antes de tudo, que agradecer a Deus. Porque foi Ele que me trouxe até aqui. É Ele que está me permitindo viver cada uma dessas emoções”, pontuou.

Em seu discurso, ACM Neto enfatizou que se preparou a vida inteira para assumir o cargo e enfrentar, com determinação e coragem, todos os problemas vividos pela população da Bahia.

“Eu sonhei e me preparei. Eu acredito nisso, em trabalho duro, em correr atrás, em suar a camisa. Eu não sou produto do acaso. Eu não sou o resultado da vontade de um partido político. Não estou aqui escolhido e confirmado nessa convenção porque não tinha outro nome e, de repente, eu apareci. Eu estou aqui porque eu me preparei a vida toda para esse momento”, afirmou.

Neto ressaltou ainda que o sentimento de mudança está em todos os cantos do estado, e que se sente preparado para encarar as dificuldades e proporcionar um futuro diferente, e muito melhor, para toda a Bahia.

“Digo sem medo de errar. Eles se contentam com o último lugar. Comigo é diferente. Eu só aceito ser o primeiro. Eu só quero ver a Bahia em primeiro lugar. E a verdade, infelizmente, é que hoje, em muitas coisas que deveríamos estar em primeiro lugar, nós estamos em último. E em muitas coisas que deveríamos estar em último lugar, seguimos em primeiro”, salientou ao comentar os índices de violência, cenário em que a Bahia lidera o ranking como o estado com o maior número de mortes violentas no país, e as taxas de qualidade de educação, onde a Bahia ocupa o último lugar do Brasil.

“Na minha caminhada, os mais de 200 municípios percorridos me fizeram ouvir muitas histórias. A gente está aqui para falar da dura realidade do nosso estado. A gente não pode fechar os olhos para a dor e para o sofrimento dos baianos. Aqui eu estou para dizer que eu vou transformar essa dor, essa dor que dói no coração da gente, em compromisso de luta. E acima de tudo na certeza que, a partir do dia 1° de janeiro de 2023, a Bahia vai mudar com o novo governador desse estado”, destacou o candidato.

Na cerimônia desta sexta-feira, a chapa majoritária da campanha de ACM Neto para as eleições de 2022 foi formalizada com a candidata a vice-governadora Ana Coelho (Republicanos), e com o candidato ao Senado, o deputado federal Cacá Leão (PP).

Em sua base de partidos aliados, ACM Neto conseguiu unir 13 legendas, um dos maiores grupos de oposição da história política na Bahia.

Plano de Governo

Na convenção, ACM Neto apresentou parte do plano de governo estruturado com as propostas para o futuro da Bahia. O plano será apresentado, com maiores detalhes, nas próximas semanas.

“Nós sabemos tudo o que precisa ser feito desde o primeiro dia de mandato. Nós vamos governar por toda a Bahia, por todos os 417 municípios do nosso estado. Nós vamos enxergar a peculiaridade, as características e a situação de cada região do nosso estado. Vamos implantar os Governos Regionais, e os dois primeiros serão implantados no Extremo Sul e no Oeste da Bahia”, antecipou.

Os Governos Regionais, denominados como GRs, serão braços avançados do governo estadual. Órgãos que terão a capacidade de oferecer serviços públicos essenciais em todas as regiões da Bahia.

“Vamos fazer um planejamento para cada região ouvindo o povo, definindo metas sociais e econômicas que vão ser fundamentais para a alocação dos recursos e definição dos projetos essenciais. Tudo isso, com visão de médio e longo prazo”, explicou.

To Top